O Cartolinha - L Cartolica
Pesquisa

A Fonte do Pingo
Por António Rodrigues (Professor), em 2018/05/1588 leram | 0 comentários | 9 gostam
Texto pesquisado e editado por Ana Soraia Pires Martins, ilustração pintada pela própria, 6º A, EB de Sendim
Era para ser um trabalho de transformação de uma lenda tradicional em texto poético, e em língua mirandesa, para participar no concurso “Retratos da minha terra”. Mas não chegou a ser. No entanto, a Ana Soraia, do 6ºA da EB de Sendim, pesquisou, copiou e depois editou uma lenda tradicional de Sendim, que agora partilha com os leitores d’ “O Cartolinha” online.

FONTE DO PINGO
No termo de Sendim, concelho de Miranda do Douro, existe junto ao rio Douro uma fonte no buraco de uma fraga. E como está sempre a pingar, o povo chama-lhe a “Fonte do Pingo”.
Conta-se que um pastor dormia à noite perto dessa fonte, num buraco de outra fraga que lá havia e que um dia de manhã, quando ia com o gado, ouviu uma linda voz de menina que vinha da fonte.
Aproximou-se para ver quem era, mas não viu ninguém. Olhou então para a água e viu lá um cordão de ouro.
Começou a puxá-lo e foi-o enrolando no braço. E quanto mais puxava e enrolava, mais o cordão vinha atrás. Nunca mais acabava.
Ora, a dada altura, já lhe doía o braço com tanto peso.
 E como não conseguia enrolar mais disse:
- Arre, que pesado!
Tal coisa não tivesse ele dito. Ouviu a mesma voz, agora chorosa, que lhe disse:
- Ah, maldito, que me dobraste o encanto!
Então o cordão desapareceu. O pastor ficou cheio de medo e fugiu com as ovelhas.
Dizem que nunca mais voltou para aqueles lados.

Fonte: in http://5l-henrique.blogspot.pt/2016/10/tres-lendas-do-concelho-de-miranda-do.html (Inf. Orquídea da Conceição Cubeiro Xavier, Sendim, Concelho de Miranda do Douro)


Comentários

Escreva o seu Comentário