O Cartolinha - L Cartolica
Pesquisa

Saber mais com "O Cavaleiro da Dinamarca"
Por Elisabete Barrosa (Professora), em 2019/12/26244 leram | 0 comentários | 8 gostam
(Re)Visitar Sophia, para além da sua vida e da sua obra!
A visita de estudo à Casa Andresen, que abriga desde 2017 a Galeria da Biodiversidade/Centro Ciência Viva, e ao Jardim Botânico do Porto, foi "a cereja no topo do bolo" para os alunos do 7º ano da EBS de Miranda do Douro. Para além de ter coincidido com o final da exploração da obra "O Cavaleiro da Dinamarca", na disciplina de Português, decorreu no mês (e quase no dia!) em que se comemoraram os 100 anos do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004), o que foi uma feliz coincidência!

O dia 29 de novembro de 2019, sexta-feira, prometia ser um dia de descoberta para os alunos das turmas A e B da EBS de Miranda do Douro que, acompanhados pelas professoras Carla Martins, Elisabete Barrosa e Marisa Alves, partiram bem cedinho para o Porto, rumo à Galeria da Biodiversidade. Era o "pontapé de saída" de um ambicioso projeto interdisciplinar, designado "Saber+ com O Cavaleiro da Dinamarca", que está a ser desenvolvido no âmbito do Domínio de Autonomia Curricular (DAC) em ambas as turmas, e que pretende dotar os alunos de conhecimentos e competências que vão para além das aprendizagens essenciais de cada disciplina.
No Porto, a simpática equipa do Serviço Educativo da Galeria da Biodiversidade esperava os jovens visitantes, entusiasmados por pisar com os seus próprios pés os espaços habitados, há muitos anos, pela jovem Sophia!
O dia foi, de facto, repleto de descobertas e novas experiências, e, não fossem o atraso de meia hora logo no início da visita e a chuva que começou pelas duas da tarde, teriam percorrido todos os cantos deste magnífico lugar!
Durante a manhã, os alunos foram divididos em dois grupos e acompanhados por guias especializados pelas salas da exposição temporária "Sharks", uma missão de Brian Skerry, da National Geographic, e pelos espaços temáticos da Galeria da Biodiversidade. A exposição "Sharks", como nos diz a Beatriz Raimundo do 7ºA, que a achou muito interessante, pretendeu "dar a conhecer o mundo dos tubarões e alertar para o perigo da sua extinção". Os alunos também destacaram, na avaliação que fizeram da visita, as experiências interativas e os espaços da Galeria da Biodiversidade, tais como a experiência de descobrir pelo cheiro alimentos escondidos, a sala dos veados e outros animais da floresta e a sala "do mundo". Pelo caminho, os guias faziam o paralelo com a vida e as obras de Sophia de Mello Breyner Andresen, o que tornou a visita ainda mais enriquecedora!
O almoço decorreu em formato "piquenique", debaixo do comprido e largo varandim das traseiras da casa, enquanto as nuvens se adensavam sob os "Jardins de Sophia"...
A partir das 14h, decorreram duas atividades paralelas: a visita ao Jardim Botânico e o workshop "Paleontólogo por um dia", sem dúvida as atividades mais apreciadas, já que mais de 50% dos alunos as avaliaram com Muito Bom! Por um lado, a variedade de plantas e a simbologia de alguns jardins, nos quais Sophia se inspirou para escrever contos como "O Rapaz de Bronze" ou "A floresta", e, por outro lado, a experiência tão real com os fósseis (embora a alguns alunos tenha faltado a paciência e a minúcia dos verdadeiros paleontólogos!!!), fizeram com que o tempo voasse e logo chegasse a hora da despedida, por volta das 15h30. O grupo visitante despediu-se do "mundo de Sophia", com uma fotografia de grupo, como manda a tradição, e deixou um grande agradecimento à Drª Rosário Cardoso, que colaborou na organização e concretização desta visita com muita simpatia, dedicação e empenho. De salientar que esta atividade foi completamente gratuita para os alunos e professoras já que contou com a parceria entre o Clube da Ciência da nossa escola e o Centro Ciência Viva do Porto, e com a colaboração do Município de Miranda do Douro que gentilmente cedeu o transporte.
Para cumprir o programa, e apesar da hesitação devido ao trânsito e à chuva, o autocarro rumou até ao NorteShopping, onde os alunos puderam "experienciar" a loucura de uma "Black Friday" ao fim da tarde... Chegar ao centro comercial e sair do Porto foi mais uma aventura, mas uma aventura aborrecida que atrasou em duas horas a chegada a Miranda do Douro.
Para que deste dia restassem boas recordações, muito contribuíram a paciência do Sr.Carlos Castro, o condutor do autocarro, a compreensão dos pais e encarregados de educação, e, claro, a dedicação das professoras acompanhantes!
As opiniões dos alunos, algumas das quais aqui se transcrevem, mostram que este dia foi marcante e enriquecedor:
"Agradeço à equipa que nos acolheu de braços abertos, nos explicou e nos deu referências sobre a Sophia e "O Cavaleiro da Dinamarca". A grandiosidade da casa e a beleza do jardim fascinaram-me." (Tomás Domingues, 7ºA); "Obrigada pela paciência e pela magnífica experiência!" (Filipe Nobre, 7ºB); "Do que mais gostei foi da sala do mundo!" (João Tavares, 7ºB); "Gostei imenso e quero voltar lá com a minha família!"(Leonor Martins, 7ºB); "Gostei de conhecer mais Sophia, gostei de ver tudo, de ouvir todas as explicações... Também gostei muito dos jardins, é um sítio único!" (Leonor Gomes, 7ºA).
E, já agora, para aguçar a curiosidade de quem ainda não conhece a Casa Andresen, aqui ficam algumas perguntas elaboradas pelos alunos (e eles sabem as respostas!!):
- Quantos hectares do jardim original foram destruídos para se fazerem os acessos à autoestrada? (Sara Vicente, 7ºA)
- O jardim dos "Jotas" é um tributo a que pessoas? (David Miguel, 7ºA)
- Como se chama a personalidade representada numa das salas, sentada e com dois coelhos no colo? (Damião São Pedro, 7ºA)
- Quem habitou esta casa? (Gabriel Afonso, 7ºB)

Para saber mais: https://mhnc.up.pt/servico-educativo/



Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário